terça-feira, 10 de maio de 2011

O lixo que vira ouro!! Suriname na visão de uma Brasileira - Parte III

Oi minha gente, amigas, seguidores e visitantes!! Ontem estava rolando um papo gostoso aqui no meu chat, entre Janinha do Cantinho Meu Bem, Isaura do Mimos da Isaura e eu. Então contei às amigas que encontrei na gaveta de meias do meu marido um ourinho que ele deve ter guardado e acabou esquecendo. Era apenas 2.5g e eu corri pra vender, deu 82,00 U$, eu disse que era 76 dólares, mas depois verifiquei no recibo e vi que deu 82 mesmo. A Janinha disse que meia cara heim?! É assim, vida de quem mexe com ouro sempre tem um ourinho nas histórias, ainda bem né?
Então decidi contar a história verdadeiríssima do lixo que vira ouro.
balde
Eu trabalhava em uma compra de ouro, onde gerenciei a loja por 1 ano e 5 meses. Os garimpeiros encontram ouro em formato de pepita e outras vezes vem refinado, quase como uma areia. Eles trazem esse ouro pra cidade normalmente enrolados em papel, folhas de caderno, jornais ou revistas e por cima passam uma fita durex fechando um embrulho.
Quando chegam pra vender, esse ouro é retirado de dentro do embrulho e colocado em bacias onde é pesado e levado em seguida para fundição. As folhas onde o ouro é carregado são descartadas. E nessas folhas ficam pequenos, minúsculos e insignificantes fagulhos de ouros.
Acontece que em uma loja de compra de ouro nenhum lixo é jogado fora. Todo material que é utilizado pra transportar o ouro é guardado em um depósito para que em determinada época, tipo final de ano seja feito o que chamamos de RECO. Que nada mais é do que tirar ouro do LIXO.
Nesse lixo também são incluídos os cadinhos que são recipientes cerâmicos  utilizados na fundição do ouro. Devido à alta temperatura eles terminam rachando e não servem mais e são misturados ao lixo.

Esse é o lixo da loja, até mesmo quando varremos o chão o lixo o é peneirado e guardado.

Esse lixo eu não me importo de ter na minha garagem.

Aqui já estavam espalhando o lixo.
Os papéis são colocados em um camburão e queimados, até que tudo vire cinzas.
Já os cadinhos devem ser trirurados e pilados para que virem apenas um pó.
A seguir é feito o serviço de batéia, que eu não vou explicar com detalhes porque realmente eu não sei e meu marido está no garimpo, não tem como me explicar isso agora.
Explicando mais ou menos na minha visão...

Esse é o Juninho, um amigo que já retornou à Belém. Estava pilando os cadinhos.
Todo o lixo, cinzas de papel e o pó dos cadinhos vão pra uma recipiente com água e azougue, que serve para separar o ouro. Esse lixo é lavado e aos poucos o ouro vai aparecendo e sendo retirado. Quanto mais se lava o lixo, mais ouro encontra.

Aqui está o seu Abraão, que é ouríver e o Amaral surinamês que estavam a lavar o lixo.

Aproveitando que vi um pacote de sabão em pó, me lembrei que também é colocado sabão nesse processo. O trabalho é pesado e demorado.

Aqui já se vê uma bolinha de ouro, apenas uma das muitas que irão aparcer em meio a toda essa lama.

Aqui minha filha Joanne exibe o ouro que ela garimpou, rsrsrs.
E agora mostro pra vocês o que retiramos desse lixo.

Essa linda barra de ouro de 288g. Se esse ouro todo fosse vendido hoje valeria em torno de 11.520,00 U$ que seria mais ou menos 17.500,00 R$.
Mas desse lixo ainda foi tirado mais. Foi o reco do reco que meu marido chamou.

A terra que já havia sido lavada e retiramos os 288 gramas de ouro foi novamente trabalhada.

Novamente o seu Abraão especialista no ouro bateou e procurou pelo bendito ouro.

Eu posso garantir que quem não conhece jamais enxergaria ouro no meio disso tudo.

Parece apenas um saquinho de areia, não tem nem brilho, está misturado no azougue.
Dessa vez retiramos mais 21g de ouro.
E garanto que se fosse lavado mais uma vez ainda encontraria pelo menos 2 gramas.
É uma coisa incrível.
E eu já vi recos maiores, já tiramos mais de meio kilo de ouro apenas do lixo. E distribuimos para os 14 funcionários que tínhamos na loja. Quem menos recebeu ganhou 327,00 U$. Foi um ótimo presente de Natal!!!
Pena que esse tempo já passou, agora só me resta encontrar ouro nas meias do meu marido!!!





Fotos: Jonas

11 comentários:

Janinha Meu Bem disse...

Parabéns pela post, muito legal e muito bem explicada. Cheia de detalhes. Muito boa msm. As meias do marido agora genhou fama, né amga??

Beijos =D

Janinha Meu Bem disse...

Agora aqui chove flores ne perua, rsrs

=)

Lykkazan disse...

Olá, amiga querida!
Amei esse post. Isso sim é cultura. Amo aprender as coisas. Nunca imaginava que fosse assm. Eu sou meio "lixeira", mas é só pra fazer artesanato: guardo pet, caixas, tampas, potes... e por aí vai.
Ah, quem me dera um dia meu lixim render um pouquinho.... kkkkkkkkkkk
Mas o importante, que eu concluo, é que todos nós devemos reciclar, pois nosso planeta agradeceira muito. Produzimos muita inutilidade e descartamos sem reaproveitar. Essa onda consumista, mata nosso planeta.
Bjs,
Com carinho,
Lykka

BLOG DA SHEYLAS2 disse...

EI LEGAL ESTE POST ...LIXO QUE VIRA OURO TAMBÉM É CULTURA!

Isaura Mirela disse...

Oi querida, adorei o texto!
Não sabia que era assim, já tinha ouvido falar em lavagem para encontrar o ouro, porém não sabia que o processo era tão minucioso. O bom de tudo é que no fim de todo trabalho se tem a recompensa.

Como disse a Lykkazan, quem dera se meu lixim rendesse um pouqim... até rimou, rsrsrsrs

Xeruuuuuuuuu

Fabi disse...

Nossa super interessante!! Dera que meu lixo fosse assim...rsrsrs. Mas o importante é saber que devemos reciclar..outro dia arrumei confusão onde moro. Moro em prédio sabe?! e todos os dias separava o que é reciclavel do lixo organico..td bonitinho...até o dia em que vi o zelador guardar td no mesmo saco...vê se pode?! Falei um monte.... mas sei q ele continua fazendo isso...Estamos esperando uma reunião de condominio para resolver o problema...
Bom, vc viu só minha fotinho??!! Vou ver se coloco uma mais atualizada esta é do final do ano...rsrsrs...
Bjinhus e uma ótima terça!

Josinete Beatriz disse...

Oi Nik! Tem uma vaguinha pra mim aí no Suriname? Quem sabe, a gente ainda não acha umas pedrinhas, hein?Amiga, passei a manhã inteira e uma parte da tarde, fazendo uns cursos de boneca E.V.A e tecido! Foi legal! Só me cansei um pouco. Mesmo assim, passei pra te deixar um beijo!Josi

Josinete Beatriz disse...

Sim, NiK! Tudo que tem no Blog é arte minha... e os enxovais eu amo fazer! Estou preparando um, só com anjinhos! Lindos! Você vai ver! . Se tiver alguma coisa que eu possa ajudar você fazer, conta comigo, viu? Depois te falo melhor sobre as aulas! Bjus. Josi

Mara Lucia Bechara disse...

SÓ nesse mundo enorme da blogesfera,para conhecer as peculariades desse mundo de carimpo...tão distante das grandes cidades....Nikita vc é cultura...só de nos contar os costumes desse pais vizinho que pouco conhecemos,agora esse interessante passo a passo de RECICLAGEM DE OURO.....que gente sábia!!!!bjjjsss Mara

francicleideazevedo disse...

Esse post está maravilhosooooo,parabéns.Eu também queria um lixinho destes na minha casa.rsrsrsrs.

Inês Andrade disse...

OI Nikita.
Sabe amiga, vc me abriu os olhos com essa postagem, de hj em diante nem o lixeiro, nem a coleta seletiva levam meu lixo sem pagar kkkkkkkkkkkkk. Ouro no lixo????Isso pra mim é novidade. Nossa!!!Deveriam era mandar um carro forte não o lixeiro kkkkkkk.Amiga me empresta as meias do seu marido???kkkkkkkkk Bjimmmmmmmmm

Lista de Blogs:

Meu maior tesouro: Família!

Minha shihtzu:

PitaPata - Personal picturePitaPata Dog tickers

Recadinhos:

Tecnologia do Blogger.