quinta-feira, 16 de junho de 2011

APRENDA A CHAMAR A POLÍCIA!...




Eu tenho o sono muito leve, e numa noite dessas notei que havia alguém andando sorrateiramente no quintal de casa.

Levantei em silêncio e fiquei acompanhando os leves ruídos que vinham lá de fora, até ver uma silhueta passando pela janela do banheiro.
Como minha casa era muito segura, com  grades nas janelas e trancas internas nas portas, não fiquei muito preocupado, mas era claro que eu não ia deixar um ladrão ali, espiando tranqüilamente.
Liguei baixinho para a polícia, informei a situação e o meu endereço.  Perguntaram- me se o ladrão estava armado ou se já estava no interior da casa. Esclareci que não e disseram-me que não havia nenhuma viatura por perto para ajudar, mas que iriam mandar alguém assim que fosse possível.
Um minuto depois liguei de novo e disse com a voz calma:

 
-Oi, eu liguei há pouco porque tinha alguém no meu quintal. Não precisa mais ter pressa. Eu já matei o ladrão com um tiro da escopeta calibre 12, que tenho guardada em casa para estas situações. O tiro fez um estrago danado no cara!Passados menos de três minutos, estavam na minha rua cinco carros da polícia, um helicóptero, uma unidade do resgate, uma equipe de TV e a turma dos direitos humanos, que não perderiam isso por nada neste mundo.

Eles prenderam o ladrão em flagrante, que ficava olhando tudo com cara de assombrado.
Talvez ele estivesse pensando que aquela era a casa do Comandante da Polícia.

No meio do tumulto, um tenente se aproximou de mim e disse:
-Pensei que tivesse dito que tinha matado o ladrão.

Eu respondi:
 
- Pensei que tivesse dito que não havia nenhuma  viatura disponível.                           (Luiz Fernando Veríssimo)

Minhas queridas amigas, estou muito triste em não poder estar visitando e retribuindo todo esse carinho. A minha vida deu uma girada e confesso que nem há tempo de pensar em internet, apesar da imensa saudade que sinto do meu bloguinho e de todas vocês. Ainda não mudei pra casa por falta de gás de cozinha. A cidade estava alagada e estava faltando gás e combustível para transportes. Eu nem tinha como sair de casa sem gasolina na moto e com o carro na oficina, sem falar que todo dinheiro pra quem não tem nada se torna pouco. Precisei comprar tudo pra recomeçar a vidinha. Hoje montaram umas cômodas e mais um armário pra cozinha. Estou precisando almoçar e jantar na casa da minha mãe porque ainda não chegou gás na cidade. Peço perdão a todas que tem vindo aqui várias vezes e que eu ainda não deixei comentário retribuindo, a todas as novas seguidoras e seguidores que me deixam cada dia mais feliz. Eu vou seguir a cada um e retribuir o carinho. Amigas queridas, estou com vocês em meu pensamento e meu coração, saudades, saudades, saudades... Espero que tudo normalize bem depressa. Bjokitas no coração de cada uma. Obrigada aos visitantes e seguidores!!!

4 comentários:

Lugreen disse...

Oi Ni querida!

Sinto sua falta nos recadinhos, mas ter noticias suas é um grande prazer!
A luta está ardua por aí ,mas não se esqueça que Deus te dará Vitoria!
Juntas no Senhor!
bjux e shalom

Favo de Mel disse...

A D O R E I . Beijokitas.

TianeOliveira disse...

Oi Nik passei pra deixar um beijinho e dizer que esta fazendo muita falta, espero que tudo se resolva bjs!!!

http://alternativaartes.blogspot.com disse...

Olaa minha adorável e querida Amiga saiba q sua ausência se faz presença td vez q venho aqui pois vc transmite alegria e carinho td de bom, passando pra te deixar meu carinho e um bjo,
Joyce menezes

Lista de Blogs:

Meu maior tesouro: Família!

Minha shihtzu:

PitaPata - Personal picturePitaPata Dog tickers

Recadinhos:

Tecnologia do Blogger.